CARREGANDO

Digite para buscar

Prorrogação do IR não afeta restituição, veja calendário

Diante do atual cenário da pandemia de Covid-19, a Receita Federal anunciou a prorrogação do prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) para 30 de junho. A medida foi divulgada através da Instrução Normativa n°1.930.

Prorrogação do IR

Apesar da alteração no prazo de entrega, as datas das restituições serão mantidas. Deste modo, os valores serão pagos até o final de setembro deste ano. Veja a seguir o calendário das restituições de 2020:

1° lote: 29 de maio
2° lote: 30 de junho
3° lote: 31 de julho
4° lote: 31 de agosto
5° lote: 30 de setembro

O que mudou no IRPF 2020?

Além do prazo e do fim da possibilidade de dedução dos gastos com INSS de empregados(as) domésticos(as), a Receita também não exigirá que o contribuinte forneça o número do recibo da declaração de 2019. O intuito é evitar filas e aglomerações nas unidades da Receita Federal.

O que preciso para declarar Imposto de Renda?

Os documentos necessários para preencher a declaração do Imposto de Renda podem variar de pessoa para pessoa. No entanto, os mais comuns são informe de rendimentos, CPF de dependentes e notas fiscais de despesas dedutíveis, como educação e saúde.

Para quem realizou compra ou venda de imóvel ou automóvel vai precisar ter em mãos o documento comprobatório. Preparamos ainda um texto com mais informações sobre os documentos necessários para preencher a declaração.

Tem alguma dúvida sobre a prorrogação do IR ou assuntos relacionados ao Imposto de Renda Pessoa Física? Não hesite em deixar nos comentários.

Ah, e que tal aproveitar a prorrogação do prazo de entrega para utilizar nossa plataforma de IRPF? Nela, o preenchimento é simples e intuitivo, oferecendo vantagens como análise de caixa, verificação das informações e acompanhamento da situação junto à Receita Federal!


Acesse já nossa plataforma!