CARREGANDO

Digite para buscar

Como declarar imposto de renda atrasado?

Quem está dentro dos parâmetros de obrigatoriedade e não declarou, não precisa se desesperar: é possível declarar imposto de renda atrasado. Inclusive, segundo a Receita Federal, o número de declarações entregues esse ano ficou um pouco abaixo do esperado pelo órgão.

Como declarar imposto de renda atrasado

Apesar da prorrogação do prazo de entrega, que esse ano se estendeu até 30 de junho devido à pandemia do coronavírus, 31.980.151 contribuintes entregaram o documento. A estimativa da Receita, no entanto, era de 32 milhões de declarações. Se você faz parte do grupo de atrasados, atente-se para as dicas que daremos a seguir e evite cair na malha fina.

O que deve ser declarado


Rendimentos:
qualquer tipo de rendimento deve ser informado na declaração. Portanto, se houver recebimento de pensão alimentícia, rendimentos de ações, salários, doações, receitas de aluguel, indenizações e afins, todos os valores deverão constar no documento.

Bens e direitos: imóveis, veículos, contas-correntes e moedas virtuais, por exemplo, são inseridos na aba de “Bens e Direitos”. Além disso, bens financiados que não estão quitados no ano-calendário em questão, também precisam ser informados.

Despesas: gastos com educação, saúde e pensão alimentícia são considerados uma mão na roda. Isso porque essas despesas são dedutíveis, ou seja, diminuem a base de cálculo do imposto, gerando mais restituição ou menos imposto a pagar.

Lembre-se que esses são os itens mais comuns, é sempre necessário avaliar detalhadamente todos os rendimentos, bens, direitos e despesas para não deixar nada de fora.

Separe os documentos

Tendo conhecimento do que deve ser declarado, o declarante precisa ter em mãos os documentos comprobatórios de cada item. Assim, além de evitar erros no preenchimento, o processo fica mais ágil e evita interrupções. Portanto, separe:

Dados pessoais do contribuinte: a primeira etapa de preenchimento são os dados pessoais do contribuinte, como nome, CPF, data de nascimento, endereço e conta bancária para restituição.

Informações de dependentes e cônjuge: após informar os dados do contribuinte, é hora de acrescentar os dependentes e cônjuge, caso haja. Para isso, é preciso nome completo, CPF e data de nascimento.

Informe de rendimentos: visto que os rendimentos podem ser oriundos de diferentes fontes, é preciso reunir os informes de cada tipo, podendo ser: a folha de pagamento do salário; o extrato de aposentadoria; informe de instituições financeiras e corretora de investimentos para ações e criptomoedas e/ou resumo mensal do livro-caixa e cálculo do Carnê-Leão, quando houver, para as atividades rurais.

Comprovante de compra e venda: se houver compra e venda de imóvel, automóvel ou qualquer outro bem, os dados da negociação precisam constar na declaração. Então, tenha em mãos:

  • data de aquisição do bem, IPTU, área, número da matrícula e nome do cartório onde foi registrado, para imóveis;
  • número do Renavam e registro no órgão regulamentador correspondente, em caso de veículos.


Documentos comprobatórios de despesas:
quando há gastos com educação e saúde, é de suma importância guardar os recibos, neles constam o nome e CPF/CNPJ do profissional que prestou o serviço, informações necessárias no preenchimento. Em caso de pensão alimentícia, é necessário o documento que comprove o acordo firmado em decisão judicial.

Lembre-se de guardar os documentos comprobatórios de despesas e rendimentos por, pelo menos, cinco anos. A orientação é dada pela Receita, pois dentro deste prazo o órgão pode solicitá-los a qualquer momento, mesmo que a declaração já tenha sido processada.

Como declarar imposto de renda atrasado

Para declarar imposto de renda atrasado é possível utilizar o programa da Receita Federal. Para isso, é necessário instalar o Java, caso ainda não possua no computador e, em seguida baixar o programa do órgão. Também é preciso atentar-se ao ano em questão, isso porque há um programa específico para cada ano-calendário.

Outra opção para declarar imposto de renda atrasado é utilizar nossa plataforma, que não precisa ser baixada e oferece benefícios exclusivos, como:

  • Checagem das informações de acordo com banco de dados;
  • Tutoriais para auxiliar no preenchimento;
  • Análise de caixa;
  • Acompanhamento da transmissão e processamento.

Após escolher a melhor opção, é só preencher normalmente, levando em consideração todas as dicas que demos acima.


DECLARE AGORA!

Imposto de renda atrasado gera multa

Fique de olho, pois apesar da possibilidade de declarar imposto de renda atrasado, há incidência de multa. Atualmente a cobrança é equivalente a 1% ao mês do imposto devido. O valor mínimo é de R$165,74 e máximo de 20%, além dos juros proporcionais à taxa Selic.

Portanto, quanto mais tempo de atraso, mais cara a multa, não deixe para depois!

VEJA MAIS: Erros que podem te levar para a malha fina.